Eu escolhi o silêncio


Olhar para baixo e respirar fundo: é o que eu preciso. Não quero sair quebrando tudo, gritando ou chorando, embora preciso para acalmar meu coração... Escolhi o silêncio e no silêncio continuarei. Continuarei a ouvir coisas que me magoam de bocas que eu amo, tudo em silêncio. E, mesmo que a raiva me abata e eu chore, ficará tudo bem no dia seguinte. Mesmo que a "falta de consideração" parta ou não de mim (é só olhar para todas as palavras usadas), as lágrimas lavarão minh'alma. Continuarei no silêncio e, caso queira saber o que há de errado, decifre-o. Fiz minha escolha e continuarei nela até que você diga que estás em paz.

Ana Luiza Pereira

0 comentários:

Postar um comentário

Comenta, por favor!