Não tenhais medo! (Carta aos cristãos)

Caríssimos,

Venho, através desta, dizer-vos algo que Cristo nos disse séculos antes: Não tenhais medo! Há por aí muitos cristãos, sacramentados no Espírito Santo; batizados, que comungam ou, até mesmo, crismados, mas não seguem a fé. São muitos de nós que esquentam os bancos dos templos, mas não professam a fé fora das paredes. Do que vós tendes medo? O mundo não é maior do que Aquele que o venceu, se vós acreditais nele e no seu Divino Amor, do que tendes medo?

Se Cristo, em sua humanidade, recebeu muitos não, por que vós temeis a rejeição? Se Cristo, flagelado e humilhado, foi esbofeteado e crucificado, por que vós temeis o martírio? Se suas palavras atingiram muitos e muitos a rejeitaram, por que vós temeis não serem ouvidos? Se para ficar perto do Pai e fazer segundo seu plano, Cristo já fugira dos seus pais quando criança e ficara no templo, por que vós temeis em fazer o que o Pai quer que façais? Se Cristo, no ventre de Maria Santíssima, fora rejeitado entre as pousadas, sendo ele, nato dentro de um estábulo, por que vós temeis ter apenas o necessário? O próprio Cristo manda-nos ter o necessário ao dizer para deixar tudo, carregar nossas cruzes e segui-lo.

Muitos querem ser como São João Evangelista que morrera velho e cuidando de Maria, Mãe Santíssima, mas se esquecem dos outros apóstolos, todos martirizados em nome daquele que nos redimiu. Eles não tiveram medo, e não foi por falta de humanidade neles, mas por excesso em confiança em Deus e no seu Espírito que eles não temeram. “Não tenhais medo daqueles que matam o corpo, mas não podem matar a alma!” (Mt 10, 28a) As palavras de Cristo, sua Igreja, seus ensinamentos e seu amor perduraram até hoje e foi por homens cheios do Espírito Santo que não tiveram medo.

Então, por que temeis, caríssimos? Por que temeis o mundo? Cristo já não o venceu? Quantas vezes mais serão necessárias reviver a Semana Santa para lembrarmo-nos disso? Se é em Cristo que devemos nos espelhar, por que vos recusastes a serem sua imagem e semelhança? Viver como Cristo viveu não é fácil, nem simples, mas se temerdes sempre o mundo, de nada adiantará ter conhecido as Escrituras e de nada adiantarão os sacramentos, pois tendes vergonha da sua fé que professas e se recusas a vivê-la por completo. 

Ouvi muito os antigos dizerem que ser cristão é ser um mártir e, de fato, é verdade. Quem de vós tendes coragem de ser diferente? Irdes contra a maré do mundo que irá nos julgar e nos recriminar? Qual de vós quer ser como Cristo e viver verdadeiramente a fé? Então, não tenhais medo! O medo é um sentimento vão, é ele que tem que impulsionar-vos a seguir em frente, pois não há nada que o Senhor já não conheça e não prepare em vosso caminho. Não tenhais medo, irmãos! Vivai a fé, pois ela te renova na graça do Espírito Santo de Deus e te aproxima do Pai.

Ana Luiza Pereira

0 comentários:

Postar um comentário

Comenta, por favor!