O maior confessionário do mundo

Não é necessário estar num reality show com uma sala minúscula com uma câmera para se ter um confessionário, nem se ajoelhar perante um padre. Para nós, mulheres, há um confessionário mais eficiente e mais prático: o banheiro.

Os homens podem não entender do porquê de sempre as mulheres irem ao banheiro juntas. Saibam agora; queremos conversar, contar os segredos mais íntimos sem os ouvidos atentos masculinos ou seus comentários toscos e desnecessários. Queremos um momento de paz, um momento só entre amigas e confidentes.

E é sempre uma incrível aventura ir ao banheiro com as amigas; você sempre se diverte: já fiquei inúmeras vezes presa no banheiro com elas e não conseguia sair sem ajuda, já observei as maiores atrocidades da moda indo e vindo entre os banheiros masculino e feminino e ria com elas, já falei mal de muita gente como já falei bem, já contei muitas coisas como já ouvi... 

Então, homens, apenas saibam; é no banheiro feminino que tudo acontece. Não nos critique de irmos sempre juntas, vocês querendo ou não, sempre iremos e começaremos, inclusive, a falar mal de você, se for assim. Ok?

Ana Luiza Pereira

Gotas de chuva

Cada gota de chuva é um pensamento meu que invade. Um sonho de um natal juntos, um aniversário de mãos dadas, um jantar a luz de velas... Sonhos de um futuro, não planos. Meus pensamentos apenas indagam: quando?

Observo as gotas da chuva caírem na janela do carro, me disperso do mundo e viro uma gota, um pensamento meu a viajar pelo céu cinza do dia chuvoso. Não são mais apenas tons de cinza, mas os tons que veem com nossos sorrisos, nossos abraços e nossos beijos...

Minha mente volta a realidade a cada freada. Percebo que os pensamentos são sonhos e que querem ser planos que eu ainda não posso ter. "Foco na realidade..." - digo a mim mesmo. Nem tudo eu posso planejar, mas tudo posso sonhar e sentir. Cada gota de chuva do meu sonho só me faz sentir mais amor, um amor intenso e quente que sinto apenas por você e só você.

Ana Luiza Pereira

Sendo um livro aberto

Sempre tive problemas de autoestima e confiança após uma grande perda que tive em minha vida. Sou confiável e fácil de se ter uma amizade, mas nunca confiava 100% em alguém por medo. Por uma reviravolta imensa que não sei explicar direito como começou, meu coração foi cicatrizando todas as grandes perdas que obtive na vida, mas ainda me desanimava facilmente. 

Tentei, por si só, enfrentar as minhas dificuldades de modificar os meus erros, afinal, minha meta na minha vida nunca foi ter carro, dinheiro, ou ser uma estrela, mas alcançar sempre o melhor de mim. É sempre difícil fazer isso meio às cegas, afinal, nunca fui muito de ouvir os outros. 

Em meio as minhas grandes mudanças, ele apareceu como num conto de fadas. Não digo que ele é um príncipe encantado, afinal, não acredito mais nisso, mas ele é sim um grande e ótimo companheiro. Por mais que eu fosse desanimada e tivesse minhas tentativas errôneas de melhorar, ele gostou de mim. Seu jeito animado me conquistou e, conquistada, me deixei levar pela paixão. 

Antes de sermos namorados, viramos amigos e, já como amigos, ele já me norteava para o certo (coisa que outros amigos tentavam, mas minha cabeça dura não aceitava). Digamos que o meu amor por ele (mas, acho que principalmente, o amor dele por mim e a sua paciência comigo) me tornou mais maleável do que eu era, aceito bem mais coisas do que antes, embora continue engolindo muito sapo a seco. Ainda erro, sou humana, ainda estou às cegas quanto certas coisas, mas ele continua me norteando. 

Falar disso tão abertamente, por mais que seja indiretamente, me gera um certo estranhamento. Posso ser um livro aberto, mas não a todos. A verdade é que esse post é direcionado para você, Victor, e tudo de bom que tem acontecido comigo desde que você apareceu. Obrigada, do fundo do meu coração, por tudo! Me desculpe minhas lágrimas, por mais que você, até agora na webcam, não tenha tido ciência delas, mas elas são do fundo do meu coração que grita de amores por você a cada segundo. Eu te amo e, farei de tudo sempre, para ser o meu melhor para nós dois e, assim, sermos felizes sempre enquanto estivermos juntos. Eu simplesmente não canso de te amar...

Ana Luiza Pereira

s2


Posso te xingar, te bater,
posso me exceder aos olhos dos outros,
mas saiba que te amo.

Posso não saber me expressar, 
posso me irritar,
mas saiba que te amo.

Posso esconder algumas coisas,
posso te contar outras que você não quer nem ouvir,
mas saiba que te amo.

Não tenho vergonha de você,
de quem você é,
afinal, seria tolice ter vergonha da minha felicidade!

Só tenho um pesar:
conto horas e minutos para te abraçar,
mas não tenho palavras para expressar nem um terço do que sinto.

Peço desculpas, pela milésima vez,
 pelas minhas falhas e defeitos.
Mas eu te amo porra!
Fica para sempre comigo?

Ana Luiza Pereira

Algumas palavrinhas de reflexão

O tempo é um jogo de cassino. É ele que dá as cartas toda a hora, mas somos nós que decidimos quais cartas queremos ver, por isso, agimos ou como se tivéssemos todo o tempo do mundo ou como se não tivéssemos tempo. Não falo para ninguém parar de correr atrás de seus sonhos, isso vem de cada um, minha opinião e decisão, quanto a isso, já está formada. Mas, continue levando... Vivendo. Afinal, tudo pode mudar!

Ana Luiza Pereira

Te valorizo


Sou uma criança
aos primeiros passos
mas que quer andar junto com você.

A verdade é que és uma joia rara,
motivadora do meu sorriso 
a cada manhã
e a cada deitar.

Não sei muito bem o que estou fazendo,
mas sei que amo você e com você quero estar.
Por isso, ando, cambaleio e caio.
Caio feio, por ser estabanada,
mas me ajudas, me orientas a andar.

Não posso fazer nem 20% das coisas que fazes por mim,
afinal, o que eu e minha pequenez podemos fazer?
Apenas te amamos e contigo queremos ficar.
Mas acho que a única coisa que podemos fazer
é te guardar;
no meu coração e o seu bem-estar.

Sim, ainda vou cair 
e você terá que me lembrar 
do que é certo ou errado muitas vezes.
Mas te amo!
Meu carinho por você é grandioso!
Obrigada pela paciência e por estar do meu lado.
Quero ser sempre o melhor que posso ser 
para, assim, te fazer feliz
para sempre...


Ana Luiza Pereira

Meu conto imaginado

A princesa não usa sapatos de cristal e o príncipe não é encantado. São apenas sonhos imaginados em uma mente fértil cansada da realidade. Tenho meu sapo, meu companheiro e um sorriso, o conto de fadas são meus olhos de uma eterna criança que escrevem, compõe e recompõe.Meu príncipe não virou sapo, mas sinto que ogra virei. Posso não saber de muitas coisas, mas na minha santa ignorância só a impulsão dos meus atos impensados mantém meu grosseiro jeito de ser e não ser. Toda menina sonha em ser princesa e faz de tudo para ser uma "princesinha moderna", não fujo muito dessa realidade. Talvez ser princesa não seja meu destino e ser ogra não é tão ruim, não tenho muita certeza. Apenas componho um conto de fadas na minha mente e no meu coração que sonham. Não sei bem onde isso vai me levar, mas vou levando, sonhando, vivendo até que meu sapo não seja mais integrante do meu conto imaginado.

Ana Luiza Pereira

Explosão

Me sinto cheia, mas não plena. Me sinto lotada de muitas coisas, a maioria preocupação. Não gosto de estar assim... Me conheço o  suficiente para saber que, quando isso acontece, eu entro em falta; falho nos meus compromissos para aqueles que amo e falho nos compromissos para mim mesma. 

Chego até a pensar: "e se tudo de ruim que eu ouvi sobre mim fosse verdade?" Na verdade, sou o que dizem e não o que sou. Mas não me importo. Só estou com meu coração lotado e não consigo por pra fora, então eu erro; desconto nas pessoas como se fosse culpa delas eu estar (ou melhor, ser) estranha assim. 

Não consigo gritar, nem quando sozinha e a noite. Minhas lágrimas estão a beira de meus olhos, mas não quero chorar para não me verem chorando - não quero ter que responder as perguntas de outrém. Minha cabeça a mil, meu coração apertado... Quando minha respiração falhar, sei que será minha explosão de tudo o que guardo. 

Será que existe algo que possa impedir esse desastre? Não sei. Apenas desejo o silêncio da minha alma cansada, assim, ela retornará ao seu estado de origem. Explodir tudo o que você sabe, mas não se lembra, é uma catarse catastrófica para quem estiver perto... Cuidado viajante! O pavio está nos limites.

Ana Luiza Pereira