Dia das crianças...

Não pensei nenhum dia da minha vida passar o dia das crianças, o dia que mais lembro da minha inocência e pureza de menina, com alguém tão especial. Um alguém teimoso, mas preocupado. Um alguém que me tira do sério, mas me faz rir com isso. Simplesmente alguém que eu amo... E muito! Um dia esse alguém me disse para esquecer o dia das crianças, pois idade eu já não tenho mais e ele quer que eu assuma meu papel de mulher para ser a mulher da vida dele. Foi a coisa mais fofa que já ouvi de alguém, não tenho como negar. Assim como toda a sua proteção para comigo e sua preocupação com todas as minhas lágrimas, até as de alegria, me deixam feliz como faz tudo o que é possível para realizar meus sonhos mais bestas e me ver feliz. Bem, posso agir como uma criança quase sempre, pois reclamo e te bato muito, mas te amo mais que tudo e digo sim; aceito ser a mulher da sua vida como você, querendo ou não, se tornou o homem da minha. Estarei sempre do seu lado querendo só o melhor para você, assim como você me obriga a fazer as coisas que sabem serem as melhores para mim. E, outros dias como esse dia das crianças virão, dias que eu estarei mais criança do que nunca e agradeço por estar do meu lado segurando minha mão. Vou encerrar essa digressão de dia das crianças por aqui, enquanto ainda estou conformada em ser mulher que está sendo cuidada e não mais uma criança mimada que precisa ser cuidada. Mas saiba que eu te amo e estarei aqui até você enjoar dos meus jeitos e trejeitos de menina-moça-mulher.

Ana Luiza Pereira

0 comentários:

Postar um comentário

Comenta, por favor!