Defina-me a seus padrões


Não me enquadro aos padrões da sociedade. Sou enclausurada ao um mundo totalmente diferente do que vejo ao meu redor. Sou exilada da cultura que me cerca, criei minha própria cultura diferente das pessoas da minha idade. Mal falo, mas observo. Quando falo, gosto de ser ouvida, mas também gosto de ouvir. Se há uma coisa que gosto é ajudar, mas com fervor. Tenho uma sensibilidade diferente das pessoas que me cercam. Prefiro acreditar que meu mundo são meus livros, os que leio e os que escrevo (por mais que sejam tentativas vãs). Então, pergunto: será que uma pessoa como eu é tão normal quanto uma pessoa totalmente diferente de mim? Não sei. Apenas você, meu alheio, pode me definir a padrões que eu mesma nem sempre seguirei a rixa.

Ana Luiza Pereira

0 comentários:

Postar um comentário

Comenta, por favor!