Medo dos 18

Realmente, ter 18 anos não é fácil. Foi quando eu vi a magnitude das coisas e, principalmente, dos meus atos. Confesso que me assustei. Afinal, as coisas são tão difíceis e tudo o que eu tive até agora foi de mão beijada. Até hoje, eu não tive tanta responsabilidade e juízo que agora a vida cobra de mim, só tive muitas alegrias e poucas decepções. Muitos "olá!" e muitos "adeus!" também. Aprendi a discernir irmãos, amigos e colegas. É como dizia aquela música: "Todos os dias é um vai-e-vem / a vida se repete na estação / tem gente que chega pra ficar / tem gente que vai pra nunca mais... / Tem gente que vem e quer voltar/  tem gente que vai e quer ficar / tem gente, que veio é só olhar /  tem gente a sorrir e a chorar... / E assim chegar e partir  (...)". Porém, a vida pode ser difícil, mas na companhia das pessoas certas, ela se torna bem mais divertida, então, o medo que tive se vai, ao contrário das lições que aprendi e das responsabilidades que estou prestes a assumir.

Ana Luiza Pereira
Post dedicado à minha melhor amiga Celina Azevedo.

1 comentários:

Bianca De Assis disse...

Esse ano faço 18 anos e são esses pensamento q passam pela minha cabeça ter mais responsabilidades, eu adorei o texto facil é copiar dificil é lidar entender e já estar nessa etapa da vida,realmente sem comentarios em relacão ao texto Magnifico .<3

Postar um comentário

Comenta, por favor!