Esperar...

Às vezes, é bom fazer planos, ter esperança de algo... Talvez, por mais que as coisas nos frustrem e saiam errado, algo em nós não morre, porque a esperança não morre tão fácil. E, tal esperança, renasce a parte mais pura que há em nós: a nossa criança. Criança que matamos com o dia-a-dia árduo, com palavras duras com o nosso próximo. Talvez, por falta da esperança, é que exista o estresse. Mas, venhamos e convenhamos, tudo isso é necessário: sem tais sentimentos não seríamos humanos. Não aprenderíamos que esperar é uma virtude e que, na maioria das vezes, o melhor da vida ainda estar por vir.

Ana Luiza Pereira

0 comentários:

Postar um comentário

Comenta, por favor!