Coroa de flores


Desço sobre ti
coroas de flores...
Pois Outro já vieste aqui
e fora coroado de espinhos e angústias.

Brotarei o seu sorriso
e suas alegrias...
Pois Outro já viera e arrancara lágrimas
nos açoites de sua carne pelo mau julgamento humano.

Revisto-te
com mantos suaves com cheiro de orvalho...
Pois Outro já teve seu algoz
e suas vestes rasgadas foram repartida entre impios infiéis.

Estendo-lhe
a mão amiga...
Pois Outro teve dor
e pregos em suas mãos.

Dou-te vinho para beber,
enquanto Outro bebera o vinagre dos soldados.
Mas não te chamarei de rei ou rainha,
pois não és tão soberano(a) quanto Aquele que se deu em sacrifício por todos nós.

Ana Luiza Pereira

1 comentários:

L.S.F. disse...

Lindo lindo lindo lindo lindo!!!!!! *---*

Postar um comentário

Comenta, por favor!