Comunhão

Toda vez que ouço a palavra "comunidade", me lembro da ideologia de Marx e Engels de uma sociedade comunista, onde tudo é partilhado igualmente. É uma sociedade utópica, já que o ego do ser humano, uma hora, vai superar seus preceitos e conceitos de igualdade social.

Uma união numa comunidade é feita por ideologia, local, regras, patrimônio socio-cultural iguais em algum lugar (segundo a sociologia). Porém, nada disso é capaz se não houver respeito. Uma visão igualitária não é só a partilha de bens, mas também partilha e respeito de ideologias e conceitos diferentes.

Contudo, o ego humano é tão grandioso e se torna tão magnânimo em certo momentos que nos falta humildade de assumir que não somos capazes de tudo sozinhos, que necessitamos do próximo como ele é. Isso acontece em todas a comunidades, inclusive a cristã, fazendo com que o sonho do comum e da unidade seja uma utopia realizada as avessas, pois somos humanos e temos o direito (do livre arbítrio) de errar para conseguir acertar, progredir e fazer crescer algo que nos convém.

Ana Luiza Pereira

1 comentários:

Edivan disse...

Ana,
A experiência de aprendizado é engrandecedora quando existe a troca entre aquele que dispõe o conteúdo e aquele que o percebe como importante ou útil e o traduz em atitudes em sua vida e a partir daí se transforma e ao transformar-se concretiza o objeto de estudo em ações que vão melhorar sua realidade e do meio que o cerca.
Obrigado pela sua atenção e partilha.
Fico muito feliz.

Um abraço,

Edivan

Postar um comentário

Comenta, por favor!