Noite inesquecível (parte 2)

Antes mesmo de reconhecer qualquer coisa da cena, fui acordada por Thomas me avisando que era hora do intervalo.

- Onde está Kami? - perguntei ainda sonolenta.

- Não sei. - respondeu ele imediatamente.

Levantei e fui à cantina comer algo. Minha cabeça ainda latejava e eu estava tonta como se ainda tivesse bebido. Quando sentamos, eu perguntei:

- O que aconteceu ontem à noite?

- Fomos comemorar seu aniversário numa boate, você não se lembra?

- Nem sei que dia é hoje! - respondi. Respirei fundo e perguntei:

- O que fizemos depois?

- Não sei. Deixei você em casa e fui embora...

- Quantas eu bebi? - perguntei rapidamente.

- Não sei. Parei de contar depois da quinta dose...

"Merda! Nem ele sabe o que aconteceu! Só pode ter sido o Lucas..." - pensei.

Fui ao meu armário buscar os livros para a próxima aula e encontrei um bilhete com letra desconhecida, nele estava escrito: "Te encontro depois da aula atrás do prédio dos calouros. Precisamos conversar sobre ontem... Ass.: A pessoa de ontem..." Um medo bateu na hora. Era mesmo o Lucas, a pessoa dos meus sonhos?

- Terei que esperar para descobrir... - respondi baixinho ao fechar o armário.

Fui para a aula de geografia. Para quê? Dormi de novo. Meu sonho (ou lembranças?) continuou...

Estava na banheira vazia do meu apartamento fazendo um 69 bem gostoso. O gozo escorre pela minha cara o que faz ele ligar o chuveirinho e me masturbar indiretamente com a pressão da água. Ele segurava bem forte meus seios e os balançava enquanto suas pernas impediam que as minhas fechassem e acabassem com a diversão. Ele chupava meu pescoço e lambia meus lábios e, quando gozei, ele fechou o chuveirinho para que ele pudesse lamber e chupar cada gota de gozo que saia de mim.

Fui acordada de novo, dessa vez pelo o professor pedindo para que eu lavasse o rosto para que isso não acontecesse de novo... Obedeci.

No banheiro, após lavar bem o rosto, fitei e analisei cada parte do meu rosto e pescoço. Meu pescoço estava roxo e doía um pouco.

- Então, não é um mero sonho...

Continua...

Ana Luiza Pereira

0 comentários:

Postar um comentário

Comenta, por favor!