Ver além



Eu vejo o que as pessoas não veem, eu enxergo além das coisas, quase o infinito... 

Não sei explicar, mas eu enxergo luzes. Luzes que a eletricidade faz e ilumina as noites; luzes que estão no céus mas quase ninguém presta atenção; luzes nas pessoas, em seus atos e como são... Algumas luzes são ofuscas, são necessárias pessoas de lunetas, telescópios ou binóculos para vê-las, outras luzes quase te cegam, são brilhantes e vívidas. Mas todas diferentes.

Eu realmente não sei explicar mas me refiro às pessoas à minha volta e o seu interior. Vivo a observá-las de binóculos imaginários e estudar suas luzes, ou como digo; estrelinhas internas. Posso estar perdendo meu tempo para alguns, mas aprendo bem mais do que a teoria impessoal imposta pela sociedade. É uma aprendizagem constante sim, mas que vale muita a pena viver com binóculos.

Ana Luiza Pereira

1 comentários:

Anônimo disse...

adorei o blooog (:

Postar um comentário

Comenta, por favor!