Lástima da discórdia

Por mais que ninguém me ouça, por mais que ninguém acredite, digo ao mundo minhas lástimas, que a Deus e aos céus eu suplico.

Na vida me perdi
Mas nem sequer me encontrei
Apenas vi
As coisas que não guardei:

O amor que perdi,
As coisas que me arrependi,
O egoísta que fui
de não fazer o que pude...

Agora perdi
Tudo que amei,
Agora aprendi
A valorizar o que ganhei.

Destino, por Deus,
Oxalá, Lúcifer, Céus ou Zeus,
Traga de volta
Uma possibilidade remota
De ser feliz e fazer o bem
Ao lado da mulher que quer meu bem.

Ana Luiza Pereira

0 comentários:

Postar um comentário

Comenta, por favor!