A gota d'água (Carta de um cidadão indignado)


  "                      Excelência,

            Venho aqui, na minha humilde função de formiga operária, tentar mostrar-lhes a verdade além de vossos olhos, além das folhas dos jornais, além do simples boato. Para Vossa Senhoria deve ser difícil o compreendimento puro e nato de tais fatos que hei de vos apresentar, mas, ainda assim, é o meu dever de cidadão patriota mostrar a realidade de meu povo aos meus soberanos.
            A verdade que vai além de vossa soberania é o sofrimento do seu povo, o povo que governas e que te pôs no poder. Essa é a sua contribuição e gratidão pelo poder? Deixas seu povo miserável e medíocre, sem esperanças e sem voz. Tu reprimes esquecendo-se também que já fora reprimido junto com eles um dia.
            A verdade que vai além de vossa soberania é que estás tratando aos seus iguais perante a lei como verdadeiros animais, uns selvagens que matam e têm que ser domados e outros são assim como eu; simples formigas operárias que trabalham dias e noites em condições desumanas para o sustento de uma família digna. Animais ficam presos em jaulas, não pagam seus salários com impostos.
            De fato, a verdade é que a lei que está no papel não se sobrepõe a lei dita pela vossa boca soberana. Vossa boca, em discursos diplomáticos, dizem que somos iguais e cidadãos, mas a realidade somos formigas ou selvagens.
            Encare como afronta a vosso poder, mas a realidade é que seus métodos de deturpar possíveis revoluções são falhos contra um povo imenso e indignado. Um povo medíocre pode ser sim facilmente influenciado pelas ideias revolucionárias de quem tem algum estudo maior ou poder aquisitivo, mas não estamos mais na Idade Moderna. A nossa realidade contemporânea é diferente: todos têm acesso às informações que não são especulativas; todos nós temos escolaridade que, por mais que seja fraca, já é o bastante para saber o que é revolta e revolução...
            Vossa Excelência quer se manter no poder? Então, além de favorecer os que te apoiam e os que te ajudam a caminhar com a economia, não se esqueça de também favorecer àqueles que te puseram no poder, pois são esses que também podem tirá-lo.

Grato pela vossa atenção.
Atenciosamente,

Um Cidadão Indignado"

Ana Luiza Pereira
Texto incluso no livro Raízes literárias 2 (2012).

1 comentários:

Wyllian Torres disse...

Nossa, que indignação! Muito legal...

Postar um comentário

Comenta, por favor!