A nova Amélia


Rosto sereno, sorriso brincalhão, olhos fixos e sérios de felino, jeito bondoso, tranquilo e justo... Uma mulher que não vê o que é, apenas as pequenas coisas que tem. Dá valor à amizade, não quer dinheiro, apenas felicidade e ajudar.

Uma mulher perfeita que vê os outros como prioridade. Em seu dicionário, elogios não existem (não quando seu nome está na mesma oração).

- Eu não sou samba para ser Amélia. - dizia ela quando ouvia alguém dizer que era perfeita.

Não entendia que ela não precisava de ser samba, música, ter melodia ou se chamar Amélia para ser perfeita, pois ela já era! Ela era ela mesmo, mais ninguém, e em seu jeito precioso era digno de pérolas e diamantes.

Ainda assim, não entendia o porquê que era tão protegida, posta numa redoma de vidro por ser frágil e forte; controvérsias psicológicas o torna frágil, mas forte o bastante para suportar.

Melhor amiga, grande pensadora, pequena mulher. Muitos a taxaram de muitas coisas, mas a verdade era uma: perfeita.

Sua criança nunca há de crescer e ela sempre vai cuidar de todos. Podia não se chamar Amélia, mas, com certeza, era mais perfeita que ela.

Ana Luiza Pereira

"Amélia não tinha a menor vaidade / Amélia que era mulher de verdade." (Ai, que saudade da Amélia - Ataulfo Alves e Mário Lago)

1 comentários:

Gabriel Hunter disse...

clap clpa clap... palmas, esse merece!

Postar um comentário

Comenta, por favor!