Conclusões

Às vezes agir por impulso é a pior coisa, mas na hora que agimos não pensamos nas consequências. O fato é: somos capazes de assumir as consequências? Por mais que nos doa ou seja aquilo que mais temamos e fizemos de tudo, demos carne e sangue, para não acontecer; estamos, de fato, preparados para enfrentar? Imersa em lágrimas e nervosismo, eu sei a resposta, mas não quero admitir. A verdade é que eu te amo, mas sinto que vamos nos afastar, de um jeito ou de outro... Então, só posso dizer em meios as lágrimas e soluços meu tão temido e adiado; adeus...

Ana Luiza Pereira

0 comentários:

Postar um comentário

Comenta, por favor!