Dizer adeus


Nunca imaginei dizer adeus a ninguém. Eu sei que um dia todos morrem, mas eu nunca disse adeus a ninguém porque uma parte delas sempre viverá comigo. Por que eu teria que dizer logo a você?

Não entendo; amizade é baseada na sinceridade, sinceridade é baseada na verdade, verdade é baseada na coragem de dizer fatos por mais que doam. Você diz querer ser meu amigo, mas por que não diz logo o que acontece com você? Me deixa preocupada, mal diz que está bem, não me manda nada... Por quê? Por que eu sempre tenho que adivinhar as coisas? Nem sempre eu consigo acertar...

Te odeio! Deixa-me em paz! Vá ser feliz e deixe-me aqui; triste e abandonada, sozinha com o meu coração em pedaços. Quero morrer, me matar e desistir, não sou tão forte assim... Sim, sofro, ando, persisto, por pessoas com quem me importo... Mas como vou confiar nas pessoas, se as pessoas que mais confio me traem?

Em momento algum disse a você que não te quero, apenas estou com raiva de você e, principalmente, de mim por amá-lo e ainda dar minha vida por você sendo que você não faria o mesmo por mim. Quero pensar, me distanciar por mais difícil que seja, mas não disse que não quero mais ser sua amiga.

Por quê? Por que me faz chorar tanto por mais que não queira? (Ao menos é o que você diz...) Seria muito mais fácil evitar a dor com a verdade do que prolongá-la com isto! Te odeio! Não, ME ODEIO, eu te amo demais para não parar de chorar e me preocupar com alguém que está se tornando como os outros! E o ciclo começa...

E, mais uma vez, o que me magoa é a sua imaturidade; não de omitir, mas de dizer na minha cara um ‘FODA-SE’ para tudo o que eu fiz, faço e farei; a mim, ao que eu sinto e a nossa amizade. É na base do foda-se que queres viver? Se sim, não me procures mais. Não quero nem ser amiga de um alguém que nem liga para o que os outros fizeram por você... Se não, aguardo resposta, por mais que eu ainda me distancie de você.

Ana Luiza Pereira

0 comentários:

Postar um comentário

Comenta, por favor!