Ciclo de carinho


Mãos como brisa num rosto tranquilo num colo feminino reconfortante. O cafuné o tranquilizava e a presença dela davam a ele total segurança.
- Como um bebê no colo da sua mãe protetora. – brincou ela.
Ele sorriu sem graça e encostou seus lábios nos dela num selinho bem suave.
- Eu te amo. – disse ele na maior paz do mundo, num sussurro sem desencostar os lábios. Ela sorri e o beijo começa...
Os corações aceleram e a respiração ofegante não atrapalha o beijo apaixonado do casal. A concórdia de dois corações pulsando no mesmo ritmo da paixão os aproximavam. Os dois eram um, num amor infinito no instante de um beijo.
- Eu te amo... – sussurrou ela no ouvido dele após o caloroso beijo.
E a cena de amor e paixão recomeça na tranquilidade dos corações pulsantes num carinho expressado por mãos femininas.

Ana Luiza Pereira


0 comentários:

Postar um comentário

Comenta, por favor!