De marés


Sou inconstante. Melhor, eu diria que sou bipolar. Mudo facilmente de humor, de escolha, de palavras… Mudo para um jeito anormal de ser. Eu digo que vivo a descobrir os oceanos de “eu mesma”. Afinal, tenho lá minhas marés altas e baixas, ondas, tubos ou tsunamis. Sou feliz, triste, depressiva, radiante, nervosa, estressada… Sou uma maré imprevisível. Vivo assim, uma descobridora de mim. 

Ana Luiza Pereira

0 comentários:

Postar um comentário

Comenta, por favor!