A machucada menina apaixonada




Por que temos que mudar? Por que não deixa tudo do jeito que está? Por que o tempo passa e muda o nosso jeito de pensar?

Eu mudei. Para pior, uns dizem…

A menina apaixonada por tudo e todos e que não se contentava com pouco, agora, se contenta com nada. Não sorri verdadeiramente, anda sozinha, só fala e pensa um único nome.

Nome, no qual, fez ela mudar seu jeito e seus gostos. Ela se adaptou a ele. Ela muda constantemente, sempre querendo o bem e a felicidade dele. Muitas vezes, ela sofre calada com algo que ele diz.

A coitada ainda não entendeu; a função das mulheres é preservar o amor que sentem, e a função dos homens é procurar o “amor” em outros lugares.

“Desculpas não são necessárias”. Mentira. Na verdade, necessita-se muito mais do que apenas desculpas. Necessita-se de mudança, amor, carinho… Coisas que a menina sentida e apaixonada não vem sentindo dele, apesar de saber que ele ainda sente.

Mas, afinal, as mudanças da menininha valeram a pena? Aposto tudo na (in)certeza da perda.

Vá menininha apaixonada! Vá sofrer por alguém que, passa as horas, você não o reconhece mais. Enquanto, você, a se lamuriar, mais uma vez vai mudar em nome do amor.


Ana Luiza Pereira

3 comentários:

Anônimo disse...

lindoooooooooooooooooooooooo ameiiiiiiii

Anônimo disse...

Eu adorei esse poema,vc é demais..

Anônimo disse...

legauuu ameiiii!!

Postar um comentário

Comenta, por favor!