Mudança repentina de mim mesma


O que há comigo? Não venho me reconhecendo mais. Posso nunca saber se um dia eu realmente eu me conheci, mas... meus atos vem mudado! Meu sorriso vem mudado! Que diabos está acontecendo?
Venho mudando, fato. Mas também venho me assustando com essas mudanças. Seria cansaço? Talvez. De quê? De tudo! De estar aqui, esperando pelo nada, vendo o vento passar e o tempo arrasar as minhas esperanças de viver feliz. Ainda assim, me afasto e faço coisas que jamais imaginei que faria, digo o que jamais pensei que diria... Quem diria? Assusto-me comigo mesma!
Meus amigos disseram que estou estranha e que têm medo de me perder... Sinceramente, eu também tenho medo. Medo do que posso me tornar! Não sei quem sou, não conheço esta pessoa que digita a vocês, muito menos aquela que sorri e faz graças o dia todo só para esconder as suas tristezas.
Até o meu coração vem se calado! Se congelando aos poucos... Qual é vida! Já não chega de brincar comigo? Ou será que eu realmente não me importo com mais nada?
Não quero recomeçar do zero, isso significa deixar para trás tudo! Tudo o que vivi, construí, lutei... Sou egoísta? Vejo o recomeçar como uma forma de esquecer e deixar esta “mudança repentina de mim” me guiar para o desconhecido.
Mas, vamos combinar, minha bagagem está tão pesada! Minha cabeça pede por repouso, meus nervos estão a mil, minhas lembranças... Peraí! Onde foram parar minhas lembranças? Meu outro eu a levara ao me deixar aqui exausta?
Acho que minha caixinha de Pandora fora aberta... Agora, só vejo luz e trevas se encontrando e farfalhando minha visão.
Nesta visão psicodélica da caixinha, lembro-me de meus sorrisos e de muitas lágrimas... Sorri com você? Eu sorrio com todos! Choro com você?  Chamo-te de idiota? Sacaneio-te até não aguentar? Então, entenda que é porque eu te amo e sei que posso contar com você sempre.
Eu já disse que meu sorriso também mudou? Não tenho sorrido muito e, mesmo assim, não é como antes... Tudo me aflige, tudo me abala; percebe-se pelo meu sorriso! Posso saber meu nome, mas não sei mais quem é a pessoa por trás dele!
Tenho muito medo do que estou me tornando e até do que sou capaz! Contudo, embora tendo muitas coisas na minha cabeça, lutarei para ser a mesma garotinha de salto de sempre...


Ana Luiza Pereira

0 comentários:

Postar um comentário

Comenta, por favor!