Fatos sobre mim



Eis um fato: eu não sei por que escrevo.

Às vezes eu acho que é para expor o que sinto, outras por obrigação, outras vezes é porque as músicas, livros, ou até mesmo o computador, me entediou.

Na verdade, razões não importam. Prefiro os sentimentos, os atos, e tudo mais. Tudo minuciosamente imaginado por mim e, sempre tentando em vão transpassar a vocês que leem.

Outra coisa é fato: sempre admirei Anne Rice e Clarice Lispector. Anne Rice pela sua riqueza de detalhes num conto vampiresco. E Clarice Lispector por ser introspectiva, abranger e compreender cada sentimento fazendo com que acreditamos que ela nos entenda tão profundamente e verdadeiramente.

Tal dupla dinâmica de estilo gótico melancólico eu aderi a mim. E, portanto, reproduzo no meu jeito de pensar e agir, refletindo sempre nos meus textos.

Procuro uma forma de me libertar das rédeas da ignorância para, assim, poder concentrar numa forma de compreender a mim e aos outros ao mesmo tempo. Poder, então, ajudá-los da melhor forma possível.

Ana Luiza Pereira








2 comentários:

Wyllian Torres disse...

~. Ah, gostei muito desse, Ninha! Não estão depressivos... Está bem inspirador! Parabéns ;D

pisovelho.com.br disse...

Não consegui postar no blog Tensidute maxima... deve ter sido erro de template... tentei no chrome e no explorer... até :)

Postar um comentário

Comenta, por favor!