Complexidades


É tão difícil entender as complexidades,
que nem mesmo eu sei.

Às vezes, é algo tão simples e bobo
que transformamos em grande e monstruoso.

Às vezes, é algo óbvio,
mas que só se torna verdadeiramente óbvio
quando alguém nos conta o que é.

Às vezes, está "debaixo do nosso nariz",
mas nem sempre deixamos de ser cegos para poder enxergar.

Enfim, o que quero dizer é:
as complexidades não são complexas, complicadas ou difíceis.

Nada consegue ser complexo o bastante 
para que não haja alguém
que desvende, descubra ou entenda.

O problema não está nas coisas que julgamos complexas ou na vida,
o problema somos nós.

Somos nós que não achamos as palavras certas
para explicar que tais "complexidades" são,
na verdade, simplicidades da vida e do mundo.

Ana Luiza Pereira

0 comentários:

Postar um comentário

Comenta, por favor!