Hybrid Theory - my life starts with it (tradução)


"Olá!
Isso daqui devia ser apenas mais uma simples carta de uma fanática ao seu ídolo, mas tentarei ser diferente... Ora, vocês não são simples pessoas que ganharam fama com suas músicas... Não a mim! Para mim, vocês são parte inestimável de minha vida!
Vejamos:
Eu, quase fazendo meus 6 anos, começo a ouvir vocês no rádio. Naquela época, eu já gostava de rock; talvez por culpa do meu pai que ouvia rock anos 60, ou dos meus irmãos que gostavam dos 90. Tradução: gostei.
A música que ouvi? In the end. Para mim era (e ainda é) magnífica!
Depois, por coincidência talvez, meu irmão compra o Reanimation. Me apaixonei pela capa... Ora, 6 anos e a capa de robôs. Então, vocês me faziam dormir todas as noites com: Krwlng, Opening, Enth E Nd, P5hng Me A*wy...
Mas, também, vocês me fizeram dançar com Frgt/10, X-Ecutioner Style e H! Vltg3. E ter pesadelos com: Ppr:kut e 1stp Klosr.
Digamos que depois eu dei uma parada com meu vício: vocês. Não porque enjoei, mas foi exatamente para não enjoar.
Vocês lançam o Meteora e eu acompanho os clipes pela TV. Nessa época eu comecei a associar Crawling a uma pessoa que eu fui muito apaixonada, mas como ela me rejeitou, me sentia como a garota do clipe. Chorei em Numb, cantei em Faint, dancei com Breaking the Habit, me achei em Somewhere I belong... Me apaixono por vocês, não como banda, mas como seres humanos que são.
2004 – ano que descobri: minha cunhada tinha o Live in Texas. Catei dela e não parei de vê-los e sonhar com vocês um dia sequer.
Vocês continuaram com sua carreira e eu com minha vida... Pacata, chata. Mas sempre buscando em suas músicas uma forma de expressar o que sinto, já que eu não sabia como.
Busquei seus undergrounds, bandas relacionadas... Descobri mais canções e me apaixono por elas. Conheci Grey Daze e Fort Minor. Me identifico com Sometimes e Where’d you go.
2007 – Minutes to midnight. Não gostei desse CD. Apesar de Mike afirmar que era uma forma de se renovarem e de vocês não serem como seus ídolos, ficarem sempre na mesma e acabando por cair no esquecimento. Mas vocês se esqueceram do principal: seus fãs de verdade. ELES OS AMAM COMO SÃO! Eles amam suas letras, suas loucuras, suas vozes, seus penteados, suas músicas... Não precisava desta mudança brusca para chamarem atenção, porque vocês já tinham lugares guardados no coração de muitos, na vida, na alma e até na pele.
Vocês já eram O LINKIN PARK. Já tinha nome e renome, não precisavam de um Black Power, ou ficarem carecas... Vocês já tinham atenção de muitos com seus “rock remix”, vocês eram vocês mesmos! E, para mim, Minutes to midnight era uma máscara para vocês serem o que a moda queria e não o que vocês eram.
Mesmo assim, eu ri com Bleed it out, cantei com Given Up, chorei com Leave all out the rest…
Hoje: A thousand suns. Prometendo sempre novidades. The Catalyst? É maneira. Mas é muito “Lady GaGa”. Por quê? Fácil! A moda é eletrônica, música dançante... E The Catalyst dá para se dançar. Me emociono com Robot boy e The Messenger, imagino um clipe para Blackout, danço dança do ventre com When they come for me, danço hip hop com Wretches and kings, amo Iridescent...
Minha vida = suas músicas:
Um dia de raiva = Papercut
Um dia frio, triste = My december
Um texto meu que amo = Across the line
Quando me sinto sem saída = No roads left
Bem, não vou escrever todas... Ora, são muitas! Mas vocês entenderam minha intenção.
Minha vida e sua carreira são pequenas demais para este mundo, mas grandes demais para este pedaço de papel.
Hoje? Justo hoje, Hybrid Theory faz seu décimo aniversário. Junto com ele, parte da minha vida comemora com vocês...
Parabéns pelo seu sucesso! Desejo que continuem assim!

Obrigada por tudo! Principalmente de me salvar de várias depressões,

Uma pessoa que passa a vida escutando suas músicas."


Ana Luiza Pereira


Esta é a minha humilde homenagem aos meus ídolos: Linkin Park.Obrigada por tudo! Parabéns pelos 10 anos do Hybrid Theory! Mais informações deste 10 anos: http://linkinparkbr.com/lpbr/noticias/2010/10/24/10-anos-de-hybrid-theory/

6 comentários:

Camila disse...

que lindo!! gostei do seu texto! ^^

By:@milasouza11

matheus disse...

ouuuuuwh amei me segue no me passa teu twitter ? pega o meu @matitomenezes ^^

oieusoulegal4 disse...

Ahhhhhhhhhhhhh, que liiiiiiiiiiiindo! *-*

Juninho15 disse...

Muitoo legallllllll....

Equipe Tensitude Máxima disse...

Que linda carta de amor aos fãs! Continue amando-os e um dia você será recompensada !

Luciano Ferreira Gomes disse...

Seu texto não é apenas lindo. Tem a profundidade de quem sabe escrever e o faz de forma magnífica.
Parabéns pelo seu talento e por nos presentear com esse delicioso passeio histórico na discografia do Linkin Park.

Postar um comentário

Comenta, por favor!