Esfinge


Você não sabe quem sou, mas eu sei quem você é. Eu te sinto e observo. Conheço as profundezas de sua alma, porém você não conhece nem as margens da minha.

Sou onisciente e onipresente.

Sei quem você ama, sei quando sente raiva, dor... Sei de todos os seus sentimentos e posso compreende-los.

Te surpreendo, te engano, te faço sorrir, como também posso lhe fazer chorar, toco seu coração, te levo aos mais lindos lugares, te faço pensar na sua vida e escolhas, muitas vezes faço-te refletir sobre o certo e o errado, bem e mal...

Mas sempre sou seu amigo verdadeiro; estando sempre ao seu lado, apenas você pode me carregar dentro de si, próximo de seu coração.

Você me vê no seu dia a dia mas nem percebe. Às vezes você dorme por minha causa, ou até mesmo culpa que o cotidiano lhe traz.

Eu penso. E o meu foco é sempre o egocentrismo; seja ele meu ou seu.

Sei que você já se confundiu. Pensou em milhares de possibilidades para descobrir quem sou eu.

Fácil! Sabe quem sou eu?

Sou o narrador personagem, sou o seu narrador observador.

Ana Luiza Pereira

1 comentários:

₣غĽΐρغ Ήغηяΐ XD disse...

Quem será o tal narrador da minha vida?...
Acho que minha vida é narrada em primeira pessoa, afinal, sou eu quem dou o rumo a ela ^^

Postar um comentário

Comenta, por favor!