Desabafo


Minha paz se foi
Eu odeio isso
Estou sendo motivo de chacotas,
De olhares maldosos,
De apedrejamento em praça pública,
Em meio de debates soam meu nome.


Não posso mais me expressar,
Me divertir,
Desabafar...

Virei um robô, uma escrava
Vivendo na prisão de meus pais
Querem me proteger, ensinar
Mas estão me matando

A cada passo, me apedrejam
Acho que dei um passo maior que a perna
Mas será que foi mesmo isso?
Só quero ser reconhecida
Mas não como a “garota das chacotas”
Preferia descer os degraus e subir tudo de novo

Minha vontade é de rasgar meu peito
Criar asas e voar
Sumir do mundo

Mas algo em mim prefere a condenação
Do que o apedrejamento pelas costas

Ana Luiza Pereira


Feito dia 28/05/2008.

0 comentários:

Postar um comentário

Comenta, por favor!